Procedimento de Pintura Industrial: Como funciona e 3 Cuidados

pistola wa 200 caracteristicas
Pistola WA-200: tudo sobre a Pistola de Pintura Automática
setembro 27, 2021
procedimento de pintura industrial, Pintura Estrutura Metálica
Pintura Estrutura Metálica: Etapas, cuidados e equipamentos
outubro 5, 2021
procedimento de pintura industrial

Procedimento de Pintura Industrial: Como funciona e 3 Cuidados

O Procedimento de Pintura Industrial tem como objetivo a proteção anticorrosiva e padronização. Saiba como funciona o Procedimento de Pintura Industrial!

Na área industrial, existem parâmetros mínimos de qualidade que são fundamentais para a segurança dos equipamentos. Entre as ações para garanti-los, está o procedimento de pintura industrial.

A pintura industrial é de extrema importância para o combate do processo corrosivo, sendo uma alternativa mais em conta dentro das opções disponíveis na engenharia.

Ao investir nesse procedimento, além de cumprir com a legislação, também são evitados danos relacionados à parte operacional.

Preparamos este artigo para que você entenda com mais detalhes como o procedimento funciona e quais os cuidados a tomar durante sua execução. Confira agora mesmo!

Quais os tipos de pintura industrial?

Os equipamentos encontrados na indústria possuem um gasto de deterioração relacionado à corrosão, como o aço carbono, por exemplo.

Por conta dos riscos de dano aos materiais, é fundamental a existência de revestimentos que combatam a corrosão.

O objetivo do procedimento de pintura industrial é formar uma barreira contra todo tipo de ação que provoque um processo corrosivo.

Entre os principais agentes corrosivos, estão:

  • Atmosfera, Solos;
  • Água do mar;
  • Produtos químicos;
  • Águas naturais (rios, lagos e subsolos).

A proteção ocorre através da pintura, que consiste em criar uma película de tinta entre os agentes corrosivos e o material.

Em geral, as tintas industriais costumam ser de fácil aplicação, comercializadas prontas para uso ou exigindo diluição, se necessário.

O processo utiliza tintas certificadas e padronizadas, garantindo a proteção correta para cada aplicação.

Aplicação de tintas líquidas à base de resina EPÓXI convencionais

O uso de tintas EPÓXI no procedimento de pintura industrial costuma ser direcionado para a proteção anticorrosiva de:

  • Equipamentos industriais;
  • Superfícies expostas a ambiente corrosivo agressivo;
  • Cascos, Porões e Convés;
  • Tanques de carga e lastro;
  • Espaços vazios de navios.

Como características principais, as tintas industriais EPÓXI possuem uma alta resistência química e a solventes, alta resistência mecânica e ainda uma boa aderência.

Ao optar pela tinta líquida a base de EPÓXI, também é possível contar com uma excelente impermeabilidade, durabilidade e alta proteção contra agentes corrosivos.

Como limitações, é possível notar a perda de brilho quando expostas ao sol. No entanto, tal fato não interfere no potencial anticorrosivo do material.

Aplicação de tintas líquidas à base de resina POLIURETANO

As tintas industriais à base de Poliuretano são comumente utilizadas para a cobertura de:

  • Costado e Superestrutura de navios;
  • Indústrias;
  • Convés e praças de máquinas;
  • Superfícies expostas a ambientes úmidos, salinos, ácidos e solventes.

Como vantagens do uso de Poliuretano, estão a alta flexibilidade e durabilidade, além da resistência à abrasão, solventes, atmosferas ácidas e respingos de ácidos.

Um outro ponto positivo dessa tinta é uma maior retenção de cor e brilho entre as demais opções.

Entretanto, é importante destacar que o uso do Poliuretano não é indicado para ambientes muito alcalinos.

Aplicação de tintas líquidas à base de resina EPÓXI sem solventes

A tinta à base de EPÓXI sem solventes é indicada para acabamento em todas as estruturas metálicas, concreto e plataformas de petróleo.

Tendo como forte característica o acabamento, com excelente resistência química e a abrasão, ela também oferece flexibilidade e resistência química e ao impacto.

O uso da tinta à base de resina EPÓXI sem solventes na pintura industrial também é recomendado para:

  • Ambientes de alta agressividade;
  • Locais onde a umidade relativa do ar for acima de 85%;
  • Pinturas sobre superfícies levemente úmidas ou molhadas;
  • Equipamentos e estruturas metálicas situadas na orla;
  • Pintura interna e externa de tanques de armazenamento de produtos químicos.

É válido ressaltar que essa tinta cura a temperaturas acima de 0º C.

Qual é o procedimento de pintura industrial?

O tratamento de pintura industrial tem como principal finalidade a proteção anticorrosiva. 

Mas, além disso, tal procedimento serve para outras finalidades, como:

  • Estética;
  • Sinalização (normas de segurança industrial);
  • Identificação das empresas através da cor;
  • Impermeabilização;
  • Diminuição da rugosidade de superfícies;
  • Diminuição da absorção de calor.

A norma ABNT para pintura industrial define a pintura de cores específicas para a identificação de tubulações.

Segundo a ABNT-NBR 6493, o amarelo é direcionado ao gás, o azul ao ar comprimido, o verde à água, o cinza claro ao vácuo, o branco ao vapor e o laranja aos produtos ácidos.

Alguns aspectos fundamentais devem ser levados em consideração para obtenção de uma boa pintura, como a preparação correta da superfície e escolha de produtos adequados.

Além disso, a seleção dos métodos e equipamentos apropriados tem papel fundamental no resultado final do procedimento de pintura industrial.

A proteção causada pela película de tinta na pintura industrial representa não só a proteção por barreira, mas também a inibição anódica e proteção catódica.

Como funciona o procedimento de pintura industrial em estruturas metálicas?

A pintura industrial em estruturas metálicas é um serviço que tem como propósito a proteção e estética.

Antes do procedimento, é importante que haja a devida preparação da superfície, com a remoção de todas as sujidades.

Também é preciso definir o tratamento que a estrutura metálica irá receber, como o retoque, pintura ou repintura. Só então, torna-se possível encontrar a melhor solução a ser utilizada, como o sistema Epóxi, PU, Alquídicos etc.

O primeiro passo deve ser o tratamento anticorrosivo, para então ser aplicado um primer e, posteriormente a sua secagem, a tinta homogeneizada.

A espessura da camada pode mudar de acordo com o material, ambiente e a agressividade das atividades exercidas com o material metálico.

Em um local de baixa a média agressividade, é recomendada a espessura de 100 a 150 micrômetros.

Vale ressaltar que as estruturas metálicas pintadas antes da montagem não podem ser manuseadas antes do tempo mínimo de secagem para a repintura.

NR para Pintura Industrial

Em 2015, a ABNT publicou a norma ABNT NBR 15156, que revisou a norma ABNT NBR 15156, elaborada em 2004 pelo Comitê Brasileiro de Corrosão (ABNT/CB-43).

A NBR 15156 define os termos e definições relacionados à pintura industrial e segue em vigor.

De mesmo modo, a norma N-1550 da Petrobrás, direcionada às pinturas de estruturas metálicas, define graus de limpeza específicos para cada esquema de pintura.

Segundo a norma, não deve ser aplicada tinta em superfícies metálicas com temperatura inferior à temperatura de ponto de orvalho +3º C, ou em superfícies com temperatura superior a 52º C.

No caso de tintas industriais à base de zinco etil silicato, a temperatura da superfície metálica não pode exceder os 40º C.

3 Cuidados ao preparar a superfície para a pintura industrial

procedimento de pintura industrial, Pintura Estrutura Metálica

Tomar o devido cuidado ao preparar uma superfície para o procedimento de pintura industrial é essencial para evitar diversos problemas.

Afinal, alguns dos danos causados por uma pintura industrial inadequada são:

  • Contaminação de produtos;
  • Danos em equipamentos;
  • Explosão e ferimento de colaboradores.

Por conta disso, a atividade envolve o trabalho dos chamados Inspetores de Pintura Industrial.

Para atuar, esses profissionais passam por um período de treinamento técnico e, posteriormente, por um processo de certificação. 

O papel deles é saber qual a tinta correta para cada equipamento e o tipo de preparo necessário para a superfície, além de acompanhar a execução do procedimento.

Assim, garantindo a espessura adequada para criar uma camada de proteção.

Apesar disso, é importante estar ciente dos cuidados básicos ao preparar uma superfície para pintura industrial. Entre as principais recomendações, estão:

Certifique-se de que a área está limpa

Antes de preparar a superfície, é importante garantir a remoção de todo tipo de óleo, graxa e contaminantes em geral.

Para isso, pode ser necessária a limpeza com solventes, detergentes, emulsões, vapor e/ou água doce.

Apesar de remover sujidades, tal ação não elimina a ferrugem nem escamas dos materiais.

Quanto à segurança durante a limpeza, a atenção ao uso de solventes é crucial, visto que, além de tóxicos, esses materiais possuem alta inflamabilidade.

Elimine descascamentos, trincas, rachaduras e buracos

Além de limpa, a superfície a ser pintada deve estar isenta de qualquer tipo de rugosidade, rachaduras ou buracos para obter um bom acabamento.

Para eliminar problemas do tipo, além da soldagem, a raspagem, lixamento/polimento e escovamento manual de forma cuidadosa são recomendados.

Dessa forma, podem ser removidos todo tipo de carepa de laminação solta, oxidação, respingos de solda e outras impurezas que interfiram no resultado final desejado.

Ao final da limpeza e escovamento, a superfície apresenta um intenso brilho metálico, porém com riscos.

Verifique se a superfície está seca

Por fim, um ponto fundamental para garantir a cobertura adequada da maioria das tintas industriais é a secagem adequada da superfície. Assim, é possível garantir que tanto o objetivo estético quanto, principalmente, o de proteção contra agentes corrosivos.

A Tornado é a primeira empresa brasileira a fabricar equipamentos Airless elétricos e pneumáticos.

Com preços competitivos e tecnologia internacional, oferecemos equipamentos e peças de reposição para diversas máquinas industriais, além de serviços de assistência técnica.

Todas as máquinas reformadas por nós são devolvidas com a mesma garantia de uma máquina nova, não importa se você já é nosso cliente ou não.

Encontre os melhores equipamentos com tecnologia Airless no site da Tornado!

Conclusão

Por conta da sua complexidade e importância, a pintura industrial deve ser realizada por empresas especializadas no segmento.

Dessa forma, é possível obter um procedimento de pintura industrial compatível com expectativas estéticas e necessidades técnicas de proteção e conservação de máquinas, materiais e equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *