Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Bomba de Pintura
Pistola de Pintura
Tanque de Pressão
Bomba Duplo Diaframa
Acessórios p/ Pintura Industrial

Pintura Automotiva: Conheça seus Tipos e as Tintas Adequadas para o Serviço!

A pintura automotiva é um serviço essencial para a proteção e durabilidade de um automóvel, não apenas para deixá-lo com uma aparência nova. 

Trata-se de um processo delicado e específico que envolve a aplicação de revestimentos protetores na superfície dos automóveis, melhorando sua aparência e proteção. 

Existem diversos tipos de pintura automotiva, desde a Candy até a Sólida. Cada uma possui suas próprias características e vantagens. 

Então, é essencial saber a função de cada tipo de pintura automotiva, para saber qual é a essencial para a pintura de um automóvel. 

Por isso, neste artigo, a Tornado irá ajudá-lo a conhecer melhor os tipos de pintura automotiva e as características de cada um. Vamos conhecê-los? Então, continue conosco! 

O que é pintura automotiva?

A pintura automotiva é um revestimento aplicado na superfície de um veículo com o objetivo de melhorar a sua aparência estética, protegendo contra dados e aumentando a durabilidade. 

É nada mais que um processo detalhado que envolve a aplicação de camadas de tintas e revestimentos especiais para criar uma superfície resistente e atraente. 

No entanto, além da sua função estética, a pintura automotiva também serve para a proteção contra a corrosão, impactos, radiação solar, chuva ácida e outros fatores. 

Essa técnica é composta por diversas camadas, cada uma com uma função específica. Porém, em alguns casos, durante o processo pode ser adicionado efeitos especiais, como tintas metálicas, perolizadas e texturizadas. 

Como a pintura automotiva funciona?

A pintura automotiva é feita a partir de diversas camadas e cada uma delas possui suas características e funcionalidades específicas. Vamos conhecê-los? 

  • Remoção da Pintura: Com o automóvel pronto para ser pintado, é necessário remover a tintura antiga, ou a parte que está danificada. Você pode realizar isso da maneira mecânica (lixa especial) ou química (cera ou outros produtos específicos);
  • Lixamento e Nivelamento Inicial: Após a retirada da pintura, juntamente com o lixamento, é necessário eliminar todo o resíduo e oleosidade do local que foi preparado. A solução utilizada nessa etapa é a desengraxante, que não pode ser utilizada em superfícies quentes ou debaixo do sol; 
  • Preparo e Aplicação da Massa: Com o local limpo e lixado, está na hora de aplicar a massa. Existem três tipos de massas para pintura de automóvel: rápida, plástica e poliéster. O cenário de pintura que indicará qual será o tipo de massa que deverá ser utilizada;
  • Lixar até a Nivelação da Superfície: Com a superfície preparada com a massa, é necessário nivelá-la com um taco rígido como base à lixa. A melhor forma de realizar o serviço é lixando de acordo com o formato da peça;
  • Mascaramento: Agora está na hora de realizar o mascaramento do carro. Ele é necessário para evitar que a tinta respingue em outras partes do automóvel;
  • Pistola e Primer: Com a preparação feita, estamos chegando na hora de aplicar a tinta. Porém, é necessário saber qual o tipo de pistola de ar que será utilizada na pintura. Após escolher a pistola, é hora de aplicar o primer antes da tinta. 
  • Lixamento do Primer: Achou que agora seria a aplicação da tinta? Segura um pouco! É necessário ainda realizar o lixamento do primer, para deixá-lo do formato da peça a ser pintada;
  • Aplicação da Tinta e Verniz: Com tudo pronto, chegou a hora mais esperada: a pintura. No entanto, é importante realizar um novo mascaramento e desengraxe, para evitar que existam sujeiras na superfície. Feito isso, é só preparar a sua pistola e começar a pintura;
  • Polimento: Com o automóvel pintado, está na hora de realizar o polimento da superfície. No entanto, essa etapa só é necessária caso existam impurezas na tinta. Geralmente, toda pintura de automóvel precisa passar por essa etapa.

Esses são os passos principais para realizar a pintura de um automóvel. É válido ressaltar que seguir essas etapas é crucial para ter uma pintura de qualidade e eficaz. 

Leia também: Pintura naval: o que é, como funciona e principais características!

Quais são os tipos de pintura automotiva? 

Como fazer uma pintura automotiva lisa

Existem diversos tipos de pintura automotiva que devem ser escolhidas criteriosamente para cada tipo de pintura de veículo. 

A seguir, a Tornado separou os principais tipos de pintura para automóveis. Vamos conhecê-las? 

Candy

A pintura Candy é popularmente conhecida por conta da sua profundidade e brilho intenso. 

Nela, é aplicada uma camada translúcida de cor sobre uma base prateada ou dourada, criando um efeito de cor rica e vibrante. 

Essa pintura proporciona um maior brilho por conta da base metálica, gerando a cor final com efeito transparente, profundo e brilhante. 

Dependendo do ambiente que o automóvel esteja, o brilho metálico pode ser potencializado por conta da luz.

Flake

Na pintura flake, é utilizado pequenos flocos de metal na tinta, resultando em um acabamento cintilante, semelhante ao da purpurina.

Quando estão em contato com a luz solar, os flocos de metais criam um efeito brilhante e multidimensional. 

Essa pintura é geralmente escolhida para veículos personalizados, que possuem um visual mais chamativo. 

Metálica

Já a pintura metálica costuma encarecer o veículo, uma vez que é utilizada a técnica conhecida como “carga de efeito”, que adiciona uma camada de laca e flocos de alumínio.

Dessa maneira, a pintura do veículo, com contato com luz solar, apresenta um reflexo mais intenso, proporcionando mais vibração à cor.

No entanto, esse tipo de pintura de automóvel requer cuidados especiais, tanto na manutenção geral do veículo quanto em eventuais repinturas. 

Perolizada

De todas as pinturas citadas ao longo do artigo, essa é a mais elaborada, uma vez que é utilizada uma composição de pó de pérola e mica. 

Esse composto proporciona um efeito de “pérola” no carro, onde, dependendo da luz, é possível ver cores diferentes no veículo. 

Geralmente, o efeito perolizado é utilizado em veículos brancos, onde é possível visualizar melhor o brilho perolado. 

Como a pintura metálica, a perolada também influencia no preço final do automóvel. 

Sólida

A pintura sólida é um das mais básicas entre as citadas anteriormente, sendo utilizada na maioria dos automóveis. 

Geralmente, as cores disponíveis da pintura sólida são o branco, o vermelho e o preto. No entanto, ainda podem ter outras cores. 

Nesse processo, as tintas mais utilizadas trazem poliéster ou poliuretano, uma vez que são substâncias simples de serem manuseadas. 

Pelo fato de ser simples e barato, a pintura sólida não interfere no valor final do automóvel, podendo ser a cor original do veículo. 

Qual tinta usar para pintura automotiva?

Qual tinta usar para tinta automotiva

Antes de escolher a tinta para realizar a pintura automotiva do seu veículo, é necessário saber quais são os tipos de tintas disponíveis no mercado. Veja abaixo: 

  • Tinta à Base de Poliéster: As tintas de poliéster são mais indicadas para pinturas coloridas e brilhantes. Uma de suas características principais é que elas possuem uma ótima cobertura, sendo popularmente utilizadas para correções. Como são de fácil manuseio, elas costumam sempre estar prontas para aplicação;
  • Tinta à Base de Nitrocelulose: Agora se você está em busca de uma tinta que proporciona uma maior variação de tonalidades, a tinta à base de nitrocelulose é a mais indicada. Conhecida também como Duco, elas possuem uma maior densidade, deixando uma camada mais grossa durante a aplicação;
  • Tinta Acrílica: Por fim, temos a tinta acrílica que oferece uma grande variedade de cores e tonalidades. Pelo fato de ser uma substância versátil, ela pode ser misturada com outros componentes. No entanto, comparada a outros tipos de tinta, sua consistência é média. 

Existem outros tipos de tintas para pintura de automóveis, mas essas são as principais utilizadas na indústria de pintura de veículos. 

Apesar da tinta possuir um papel extremamente importante na pintura de um veículo, escolher uma pistola de pintura adequada é mais crucial ainda. 

Por isso, antes de iniciar a pintura do seu veículo, conte com equipamentos de pintura eficazes para realizar um serviço de qualidade. 

Então, conte com a Tornado, especializada em máquinas de pintura industrial desde 1988. Venha conhecer nossos equipamentos voltados para pintura de automóveis! 

Conclusão

A pintura automotiva é mais do que uma mera estética, ela é uma forma de expressar a individualidade do automóvel e também protegê-lo contra elementos externos prejudiciais. 

Com ela, é possível se aventurar a diversos tipos de pintura, desde o brilho da Candu e Flake até a elegância das metálicas e perolizadas. 

No entanto, caso o usuário opte por uma estética mais simples, é possível escolher uma pintura sólida, que proporciona beleza e segurança ao automóvel. 

Antes de escolher o melhor tipo de pintura para o seu automóvel, é essencial saber as finalidades, características e vantagens de cada uma. 

Dessa maneira, você poderá realizar uma pintura gratificante e que se alinhe com suas preferências estéticas e de segurança.

Gostou deste artigo? Então, acompanhe mais conteúdos no blog da Tornado

Leia também: NR 16: Um Guia Completo para Entender a Norma!

Compartilhar:

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress