Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Bomba de Pintura
Pistola de Pintura
Tanque de Pressão
Bomba Duplo Diaframa
Acessórios p/ Pintura Industrial

Pintura naval: o que é, como funciona e principais características!

Você já ouviu falar sobre a pintura naval? Se você está aqui, muito provavelmente está querendo saber como essa pintura funciona. 

Essa é uma prática fundamental na manutenção e preservação de embarcações, sendo importante não apenas na estética, mas também na durabilidade e eficiência do navio. 

Isso porque a pintura naval serve para manter a durabilidade da estrutura de uma embarcação, além de sinalizar o funcionamento por completo. 

No entanto, para realizar esse tipo de pintura, é importante saber os padrões, características e sua funcionalidade. Por isso, neste artigo, vamos te mostrar! 

Vamos lá? Então, boa leitura!

O que é pintura naval?

A pintura naval é um tipo de pintura especializada que visa proteger embarcações e as estruturas marítimas da corrosão, do desgaste, dos organismos marinhos e raios UV.

Além de proteger a estrutura das embarcações, a pintura naval também tem uma função estética, pois melhora o aspecto visual das embarcações e instalações portuárias. 

Para realizá-la, é importante ter equipamentos profissionais, como pistolas de pintura, tanques de pressão, bombas de tinta e filtros de linha. 

Em geral, a pintura naval é um serviço importante para a indústria naval, pois garante a segurança, a durabilidade e a sustentabilidade das embarcações. 

Como funciona a pintura naval?

O funcionamento da pintura naval é relativamente simples, mas o serviço é complexo e deve ser feito por profissionais e máquinas qualificadas. 

No entanto, o funcionamento é basicamente a pintura em si, onde os profissionais realizam o serviço onde é necessário. Porém, o processo é feito da seguinte maneira:

  • Preparação da Superfície: é a limpeza e remoção de impurezas, ferrugem, gordura e outros contaminantes que podem prejudicar a aderência e a durabilidade da tinta. A preparação da superfície pode ser feita por meio de jateamento, que é um método que utiliza jatos de areia, granalha ou outros abrasivos para criar uma superfície rugosa e limpa.
  • Aplicação da tinta: é a escolha e a aplicação da tinta adequada para cada tipo de superfície e finalidade. A tinta deve ser resistente à corrosão, à abrasão, aos organismos marinhos, aos raios UV e às variações de temperatura. A tinta também deve ter uma boa cobertura, secagem e cura. A aplicação da tinta pode ser feita por meio de equipamentos profissionais, como pistolas de pintura, tanques de pressão, bombas de tinta e filtros de linha.
  • Secagem e cura da tinta: é o tempo necessário para que a tinta seque e cure completamente, formando uma película protetora e durável sobre a superfície. A secagem e a cura da tinta dependem de fatores como a temperatura, a umidade, a ventilação e o tipo de tinta utilizada.

Basicamente, esses são os passos necessários para realizar uma pintura naval, sendo importante contar com profissionais que já possuem experiência no ramo. 

Quais as características da pintura naval?

Características da pintura naval

A característica principal da pintura naval é a sua destinação específica para embarcações marítimas, protegendo contra a corrosão, o desgaste, raios UV e outros. 

No entanto, ela possui outras características essenciais como:

  • Requer equipamentos profissionais, como pistolas de pintura, tanques de pressão, bombas de tinta e filtros de linha;
  • Envolve etapas de preparação da superfície, como o jateamento, que é um processo de limpeza e remoção de impurezas do metal;
  • Pode usar diferentes tipos de tintas, como epóxi, poliuretano, alquídico e anti-incrustante, dependendo da finalidade e da exposição da superfície;
  • Garante a segurança, a durabilidade e a sustentabilidade das embarcações e das estruturas marítimas.

Essas são as principais características da pintura naval, o que a torna única e eficiente para a aplicação em diversas embarcações. 

Quais as principais tintas usadas na pintura naval?

Mas afinal, quais são as principais tintas utilizadas na pintura naval? Essa é uma questão muito importante sobre o assunto, uma vez que não é qualquer tinta que deve ser utilizada. 

Por isso, separamos algumas das principais tintas utilizadas na pintura naval. Vamos conhecê-las? 

Tintas acrílicas

A tinta acrílica para pintura naval é um tipo de tinta de poliuretano acrílico, que é bicomponente, brilhante e com boa retenção de cor. 

Ela é adequada para pintar barcos, maquinaria e superfícies metálicas, pois tem boa resistência ao ambiente marinho, aos hidrocarbonetos, à abrasão e aos raios UV. 

No entanto, para utilizá-la, é necessário realizar uma preparação na superfície, como jateamento, para garantir uma boa aderência e durabilidade da tinta. 

Tintas alquídicas

Já as tinta alquídicas são um tipo de revestimento anticorrosivo que são utilizados para proteger as superfícies metálicas de navios, plataformas e outras estruturas do mar. 

Elas são compostas por resinas alquídicas, pigmentos, solventes e aditivos, e formam uma película dura e impermeável após a secagem. 

Por ser um produto um pouco mais forte, as tintas alquídicas para pintura naval devem ser aplicadas seguindo as recomendações do fabricante, respeitando as condições ambientais. 

Tintas epóxi

Falando sobre revestimento anticorrosivo, as tintas epóxi são também utilizadas para proteger as superfícies metálicas de navios, plataformas e outras estruturas. 

Essa tinta é composta por resinas epóxi, endurecedores, pigmentos, solventes e aditivos, formando uma película resistente após a secagem.

A tinta epóxi para pintura naval pode ser classificada em diferentes tipos, de acordo com sua função e aplicação, como Primer Epóxi, Epóxi para Manutenção e Anti-incrustante. 

Tintas poliuretano

Por fim, as tintas poliuretano também são um revestimento anticorrosivo que podem ser utilizadas para proteger as superfícies metálicas de navios. 

Sua composição possui resinas poliuretano, endurecedores, pigmentos, solventes e aditivos, semelhante à tinta epóxi.

Na pintura naval, elas podem ser divididas em três categorias diferentes: o primer poliuretano, tinta poliuretano para manutenção e poliuretano de acabamento. 

Como escolher a tinta ideal para pintura naval?

Como escolher a tinta ideal para pintura naval

Para escolher a tinta ideal para pintura naval é importante considerar alguns fatores específicos, como o tipo de material da superfície e o grau de exposição ao mar. 

Como vimos anteriormente, existem diferentes tipos de tintas que podem ser utilizadas para pintura naval, cada uma com suas características, vantagens e desvantagens.

Por isso, antes de escolher entre as tintas alquídicas, epóxi, poliuretano ou acrílica, saiba, primeiramente, a superfície que está lidando. 

Você sabia que para a pintura naval é indispensável ter equipamentos profissionais? Então, para adquirir os seus, conte com a Tornado! 

Conclusão

A pintura naval é uma técnica muito importante para proteger embarcações que têm contato direto com o mar e com os raios UV. 

Para efetuá-la, é muito importante saber suas funcionalidades e características, sendo principalmente destacadas pela proteção da estrutura e estética. 

Além disso, é indispensável que você saiba quais são as tintas essenciais para o serviço, como acrílica, poliuretano, epóxi ou alquídicas. 

Antes de escolher a tinta essencial para sua pintura, veja como está a superfície da sua estrutura e saiba se ela consegue receber a tinta escolhida.

Quer saber mais sobre pinturas industriais? Então, acesse o blog da Tornado! 

Compartilhar:

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress