Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Bomba de Pintura
Pistola de Pintura
Tanque de Pressão
Bomba Duplo Diaframa
Acessórios p/ Pintura Industrial

Pintura de equipamentos: Como funciona, os tipos e como fazer

A pintura de equipamentos é fundamental para a manutenção das máquinas que possibilitam a produção industrial.

Grande parte dos equipamentos são compostos por metais, que comumente podem apresentar problemas como a corrosão, por exemplo.

Essa característica de baixa resistência faz com que seja necessário o investimento de uma pintura especial para os equipamentos.

São utilizadas tintas capazes de proteger a estrutura contra problemas causados por agentes químicos ou abrasão, bem como aquelas que promovem a anticorrosão.

Neste artigo vamos te explicar como funciona a pintura de equipamentos, os principais tipos e como ela deve ser feita.

Portanto, acompanhe o texto e tenha uma boa leitura!

 

Como funciona a pintura de equipamentos

A pintura de equipamentos industriais é uma técnica de proteção contra danos das estruturas, geralmente metálicas, que compõem os equipamentos.

Para isso, é necessária a avaliação de profissionais altamente qualificados, de modo a entender o uso da tinta correta, obedecendo às normas da pintura industrial.

Mais comumente, são utilizadas tintas bastante específicas, sendo elas a base de poliuretano ou epóxi.

Tais tintas são capazes de revestir os equipamentos, criando assim uma camada protetiva para a estrutura propriamente dita, e também uma proteção anticorrosiva.

Por isso, o processo de pintura de equipamentos ocorre bastante preciso. Muitas vezes é necessário aplicar até três camadas de tinta.

É comum que muitos negócios, geralmente menores, não conseguem entender a necessidade desse processo de pintura. 

A pintura de equipamentos se mostra fundamental para combater o desgaste das peças, a corrosão e outros danos causados pelo tempo ou agentes químicos e biológicos.

 

Quais são os tipos de pintura de equipamentos?

Existem diversos tipos de pintura de equipamentos, já que elas precisam ser adequadas à exposição que o objeto é exposto.

Há pintura para água salgada, água doce, bem como para meio pouco ou médio agressivo.

Essa diferenciação ocorre justamente para diferenciar a tinta que deve ser aplicada, bem como o método e a técnica a ser utilizada.

A pintura industrial, mesmo que dê destaque para o poliuretano e pintura epóxi, também possui formulações especiais para cada uma dessas tintas.

Algumas são mais resistentes à temperaturas elevadas e outras se destacam por serem atóxicas, por exemplo.

De acordo com a necessidade de revestimento do equipamento é possível encontrar fórmulas de tintas adequadas para a pintura.

 

Curiosidades sobre a pintura de equipamentos industriais

Para entender melhor sobre pintura de equipamentos industriais, abordaremos algumas questões pertinentes sobre o tema.

Acompanhe:

O que é e como é feita uma pintura industrial?

Pintura industrial é uma técnica que busca revestir materiais utilizados nas indústrias com tintas capazes de melhorar a aparência das ferramentas e de protegê-las contra danos.

É um procedimento adotado em diversas indústrias, como a naval, a siderurgia, a petrolífera, a construção civil, a hidrelétrica, a indústria química, a indústria dos transportes e muitas outras.

Trata-se de um tipo de pintura diferente da pintura comum, que ocorre nas paredes de uma casa, por exemplo.

A pintura industrial exige o conhecimento de pintores qualificados, bem como a aplicação de normas técnicas.

A pintura industrial funciona a partir da definição da tinta adequada, a preparação da mesma em equipamentos próprios, como a pistola airless, por exemplo, os testes necessários, a preparação da superfície e, por fim, a aplicação.

Este tipo de pintura é conhecido por combater os danos de abrasão, da corrosão, dos raios ultravioleta e aqueles causados por agentes químicos.

 

Como pintar uma estrutura metálica?

Uma estrutura metálica precisa ser preparada antes da aplicação da tinta. Quando uma superfície não é bem preparada, o resultado final pode ser ruim, como também diversos outros problemas podem acontecer.

A contaminação de produtos, os danos em equipamentos e a explosão de ferramentas são alguns dos principais riscos em não realizar uma boa preparação.

É importante que Inspetores de Pintura Industrial atuem no mapeamento de possíveis riscos, e que também desenvolvam o método de preparo do equipamento.

Na hora de pintar de fato, o primeiro passo é entender se a área está limpa. É preciso remover quaisquer óleos, graxas e outras sujidades.

Para isso, se utilizam solventes, como também processos como os jatos de granalha ou jatos de água altamente pressurizada. 

Para evitar um acabamento ruim, é necessário ainda deixar a peça lisa, retirando assim descascamentos, rachaduras e outros problemas na textura da superfície.

Se utiliza então a soldagem, a raspagem, o lixamento e o polimento.

A superfície metálica então deve estar totalmente seca para o início da aplicação.

Com a tinta para estrutura metálica adequada, basta prepará-la e colocá-la em uma máquina de pintura industrial.

O primeiro passo costuma ser a aplicação de um primer, que geralmente já tem ação anticorrosiva. 

Após inicia-se a aplicação de tinta, que deve apresentar a espessura necessária de acordo com a exposição do equipamento.

 

Tornado Heaven 100:1 Airless pintando estrutura metálica.

Vantagens da pintura de equipamentos

Pintar equipamentos é uma necessidade da indústria, pois muitos deles são utilizados constantemente, ou seja, são altamente expostos e, portanto, podem apresentar danos rapidamente.

Veja as principais vantagens da pintura de equipamentos:

  • proteção anticorrosiva;
  • aumenta a durabilidade/vida útil do equipamento;
  • manutenção preventiva;
  • valoriza a imagem da empresa;
  • algumas tintas dificultam a ação do fogo;
  • promove a economia por diminuir as trocas de equipamentos.

 

Exemplos de equipamentos para pintura

Os equipamentos para pintura podem ser divididos em duas categorias: pintura comum e pintura industrial.

As ferramentas de pintura industrial ainda podem ser utilizadas para pintar áreas mais comuns, como paredes de imóveis. 

Contudo, os equipamentos para pintura convencional não podem ser utilizados nas indústrias.

Os equipamentos para pintura de parede se forem os convencionais são:

  • rolo de pintura;
  • trincha;
  • pincel;
  • bandeja de diluição;
  • diluente de tinta;
  • lixa;

Para uma pintura mais ágil e prática, os equipamentos são:

  • pistola de pintura (airless e aerográfica);
  • bomba de tinta;
  • mangueira;
  • compressor de ar, caso seja uma pistola aerográfica.

 

Veja um vídeo do uso desse tipo de equipamento na pintura de parede:

A pintura eletrostática é altamente adequada para pintura de metais, cerâmica e vidro. Ela é realizada por meio da tinta em pó, que não possui solventes.

Para o uso mais comum, a pintura eletrostática é mais inacessível. Ela necessita de uma cabine para pintura, com um sistema próprio de energização.

De todo modo, os principais equipamentos de pintura eletrostática são:

  • pistola para pintura;
  • reservatório com fluidizador;
  • compressor de ar.

A pintura airless é uma técnica muito versátil, que pode ser utilizada na indústria e em situações mais simples. 

Ela funciona por meio da pressurização do ar, que ocorre no bico de uma pistola airless. Dessa forma, a tinta é pulverizada, pintando a superfície de modo uniforme.

Os equipamentos de pintura airless são:

 

A Tornado é uma empresa especialista em pintura industrial, que comercializa os principais equipamentos para essa finalidade.

A companhia ainda realiza a instalação de equipamentos de pintura e produz sistemas personalizados para o seu negócio.

 

Conheça as soluções da Tornado para realizar a pintura dos seus equipamentos!

 

Conclusão

A pintura de equipamentos industriais é importante para protegê-los de possíveis danos causados por intempéries, agentes químicos, abrasão e qualquer outro tipo de exposição.

Para isso, é preciso contar com profissionais qualificados, que estejam acompanhados de ferramentas e tintas adequadas.

Leia também: “Corrosão: como evitar e como a pintura industrial ajuda a proteger os equipamentos”.

Acompanhe o nosso blog para ler mais conteúdos relevantes sobre pintura industrial! 

 

Compartilhar:

Artigos Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress