Mais resultados

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Bomba de Pintura
Pistola de Pintura
Tanque de Pressão
Bomba Duplo Diaframa
Acessórios p/ Pintura Industrial

Tubulação Industrial: O que são, suas aplicações e tipos!

Você já ouviu falar sobre tubulação industrial? Se você está aqui, certamente quer saber mais sobre esse sistema. 

A tubulação industrial possui um papel fundamental em diversos setores e aplicações, sendo considerada uma instalação invisível. 

Muitas vezes, ela permanece fora do nosso campo de visão, mas elas estão ali. Essa infraestrutura é a “espinha dorsal” que sustenta processos cruciais da indústria.

Neste artigo, vamos explorar um pouco mais sobre a tubulação industrial, explicando sobre sua definição, aplicações e seus diferentes tipos. 

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue conosco e boa leitura! 

Índice:

O que é uma tubulação industrial?

Uma tubulação industrial, também conhecida simplesmente como tubulação, é um sistema de condução utilizado para transportar fluidos ou gases em ambientes industriais. 

Esse sistema de tubulação desempenha um papel crucial em diversos setores industriais, como petroquímica, química, alimentos e bebidas, farmacêuticos, energia e outros.

As tubulações são projetadas para permitir o transporte eficiente e seguro de materiais líquidos, gasosos ou sólidos pulverizados de um ponto para outro. 

O sistema de tubulações pode ser construído com uma grande variedade de materiais, incluindo aço carbono, aço inoxidável, plástico, cerâmica e outros. 

Além disso, elas podem variar em tamanho, desde pequenas tubulações em escala micro para aplicações de laboratório até tubulações de grande diâmetro utilizadas em refinarias e usinas de energia.

Em geral, as tubulações são projetadas para resistir a pressões, temperaturas e corrosões específicas, dependendo das necessidades da aplicação. 

Por isso, ela é frequentemente acompanhada de acessórios como válvulas, conexões e instrumentação para controlar o fluxo e monitorar as condições do fluido em trânsito.

Quais são as principais aplicações de tubulações na indústria?

A tubulação industrial possui diversas aplicações na indústria, sendo essencial para inúmeros processos industriais. Algumas delas são:

  • Petroquímica e Refino de Petróleo: As tubulações são fundamentais para o transporte de petróleo bruto, gás natural e produtos refinados;
  • Indústria Química: Na produção de químicos, elas são utilizadas para transportar diversos tipos de químicos, desde ácidos e solventes até produtos intermediários;
  • Indústria Alimentícia e Bebidas: Além disso, esse sistema é usado para transportar ingredientes, líquidos e produtos finais em processos de produção de alimentos e bebidas;
  • Farmacêutica: Aqui, o sistema é utilizado para transportar produtos químicos e ingredientes ativos, bem como para processos de esterilização e envase;
  • Água e Saneamento: Na água e no saneamento, a tubulação é usada para fornecer água potável, transportar águas residuais e tratar águas residuais em instalações de tratamento de água e esgoto;
  • Energia: As tubulações também são utilizadas em usinas de energia para transportar vapor, água de resfriamento e outros fluidos necessários para a geração de energia. 

Essas são apenas algumas das muitas aplicações das tubulações na indústria. Ou seja, eles desempenham um papel crucial na facilitação de transporte de resíduos.

É válido ressaltar que para cada tipo de aplicação, os materiais das tubulações industriais podem variar. 


Quais os tipos de tubulações industriais?

 

 

Dentro do contexto das tubulações industriais, encontramos uma ampla variedade de categorias, cada uma com suas próprias características, propósitos e vantagens. 

No entanto, podemos dividir essas tubulações em duas principais categorias: aquelas que operam dentro das instalações industriais e aquelas que são instaladas externamente.

No interior das instalações industriais, destacam-se:

  • Tubulações de Processo: Estas tubulações são responsáveis por transportar fluidos vitais para os processos industriais, abrangendo líquidos, gases e vapores.
  • Tubulações de Utilidades: Projetadas para conduzir água, ar comprimido e vapor, essencialmente usados para tarefas de limpeza, resfriamento e aquecimento.
  • Tubulações de Instrumentação: Encarregadas de transmitir sinais de controle e instrumentação, desempenhando um papel fundamental no monitoramento dos processos industriais.
  • Tubulações de Drenagem: Sua função é coletar e transportar líquidos residuais e outras substâncias indesejadas, garantindo a eficiência na gestão de resíduos.

Além disso, nas áreas externas das instalações industriais, destacam-se:

  • Tubulações de Transporte: Essas tubulações têm a tarefa de movimentar fluidos ao longo de grandes distâncias, abrangendo substâncias como petróleo, gás natural e produtos químicos. São projetos que demandam investimentos substanciais em construção e manutenção.
  • Tubulações de Distribuição: Essencialmente redes de tubulações ramificadas, que fornecem água, vapor e outros fluidos para fora das instalações industriais.

Cada tipo de tubulação desempenha um papel crítico nos processos industriais, requerendo um alto nível de precisão tanto em seu projeto quanto em sua manutenção para assegurar a eficiência e a segurança de todo o processo.

Qual é a classificação das tubulações industriais?

É importante ressaltar que a classificação das tubulações industriais pode ser feita de diversas maneiras. Vamos conhecer algumas classificações a seguir: 

  • Tubos Sem Costura;
  • Tubos Com Costura;
  • Tubulações para Água;
  • Tubulações para Vapor;
  • Tubulações para Óleos;
  • Tubulações para Gases;
  • Tubulações para Esgoto e Drenagem;
  • Tubulações para Fluidos Diversos;
  • Tubulações Internas;
  • Tubulações Externas;
  • Tubulações de Processo;
  • Tubulações de Utilidades;
  • Tubulações de Instrumentação;
  • Tubulações de Drenagem.

Ou seja, existe uma grande variedade de tipos de tubulação que exige que os técnicos da área consultem normas e livros com frequência para garantir o correto dimensionamento e funcionamento desses sistemas.

Qual a diferença entre tubos e tubulação?

Os tubos são componentes ocos, geralmente de formato cilíndrico, que podem ser feitos de diversos materiais como aço, PVC ou cobre.

Já as tubulações referem-se ao sistema completo composto por tubos, conexões e outros acessórios, como válvulas e torneiras.

Qual a diferença entre tubulação e encanamento?

A tubulação é uma rede interconectada de canos maiores, projetada para transportar grandes volumes de fluidos em ambientes industriais.

Já o encanamento é mais específico e refere-se à tubulação hidráulica de uma edificação, normalmente utilizada para a rede de água.

Qual a NR para tubulações industriais?

 

 

A Norma Regulamentadora (NR) que trata das tubulações industriais é a NR 13. Ela estabelece critérios e requisitos para garantir a segurança e a integridade das tubulações.

Ela visa proteger os trabalhadores de acidentes e também preservar o patrimônio físico das indústrias, atuando de forma preventiva nos equipamentos. 

É obrigatório que as empresas que possuem tubulações industriais tenham um programa de inspeção que considere pontos importantes como pressão, temperatura, fluidos transportados, mecanismos e possíveis consequências. 

Quais são as cores das tubulações industriais?

Você sabia que existem cores padronizadas para as tubulações industriais? A NBR 6493, da ABNT, orienta o uso de cores como:

  • Branco: Empregado em tubulações destinadas ao transporte de vapor;
  • Amarelo: Sinaliza tubulações projetadas para a condução de gases não liquefeitos;
  • Vermelho: Reservado para tubulações que serão utilizadas para vapor saturado e também para materiais necessários ao combate a incêndios, como água;
  • Verde: Designado para tubulações que transportam água, excluindo aquelas usadas para fins de combate a incêndios;
  • Azul: Recomendado para sistemas de tubulação que lidam com produtos sob pressão, tais como tubulações de ar comprimido;
  • Laranja: Indicativo de tubulações que acomodarão tipos de ácidos;
  • Cinza Escuro: Utilizado para identificar eletrodutos;
  • Cinza Claro: Representa o vácuo;
  • Preto: Apropriado para tubulações destinadas ao transporte de substâncias inflamáveis e óleos de alta viscosidade, como óleo combustível, piche e asfalto;
  • Marrom: Utilizado para outras categorias de fluidos, como óleos e materiais fragmentados, como minério bruto ou petróleo bruto;
  • Alumínio: Obrigatório para substâncias inflamáveis e combustíveis de baixa viscosidade, como diesel, lubrificantes, solventes, gasolina e querosene;
  • Creme: Indica a presença de produtos intermediários pesados;
  • Lilás/Púrpura: Destinado ao manuseio de álcalis e lixívias, incluindo produtos como água sanitária.

Com essas cores, é possível ter uma identificação clara das tubulações e contribuem para a segurança dos trabalhadores nas plantas industriais.

Quais são as normas para tubulações industriais?

 

 

Existem múltiplas regulamentações que são aplicadas no contexto das tubulações industriais, devido à diversidade de materiais e aplicações envolvidas. Para fornecer uma compreensão mais abrangente das normas associadas às tubulações industriais, iremos categorizá-las com base no tipo de material utilizado.

Vamos começar com os tubos feitos de Metais Ferrosos:

  • NBR 5580 – Tubos de Aço-Carbono para Condução de Fluidos: Esta norma estabelece os critérios que precisam ser seguidos para tubos de aço-carbono utilizados em aplicações comuns para o transporte de fluidos.
  • NBR 5590 – Tubos de Aço-Carbono com ou sem Solda Longitudinal: Aqui, encontramos as especificações para tubos de aço-carbono, incluindo opções com ou sem solda longitudinal, bem como a possibilidade de serem pretos ou galvanizados.
  • NBR 8318 – Tubos de Ferro Fundido Dúctil Centrifugado: Esta norma define os requisitos para tubos de ferro fundido dúctil produzidos por meio do processo de centrifugação, com capacidade para suportar pressões de até 1 MPa.
  • NBR 7560 – Tubos de Ferro Dúctil Centrifugado com Flanges Roscados ou Montados por Dilatação Térmica e Interferência: Esta regulamentação estipula os requisitos para tubos de ferro dúctil centrifugado que possuem flanges roscados ou que são montados por meio de dilatação térmica e interferência.

Agora, abordaremos as tubulações fabricadas com metais não-ferrosos:

  • NBR 14745 – Tubo de Cobre sem Emendas e Flexível para o Transporte de Fluidos: Esta norma estabelece os critérios para tubulações de cobre sem costura, que são flexíveis e utilizadas para a condução de fluidos.
  • NBR 14228 – Tubos Extrudados em Ligas de Alumínio para Sistemas de Irrigação: Aqui, encontramos as especificações aplicáveis aos tubos fabricados a partir de ligas de alumínio, destinados a sistemas de irrigação.
  • NBR 14334 – Alumínio na Liga 6101 – Tubulações Estruturais para Aplicações Elétricas: Esta regulamentação define os requisitos para tubulações estruturais feitas de alumínio da liga 6101, que são utilizadas em aplicações elétricas.

Por último, mas não menos importante, as tubulações compostas por materiais não metálicos:

  • NBR NM85 – Tubulações de PVC – Verificação de Dimensões: Esta norma aborda a verificação dimensional de tubulações feitas de PVC, assegurando que estejam em conformidade com as especificações.
  • NBR 5680 – Dimensões de Tubulações de PVC Rígido: Estabelece as dimensões aplicáveis às tubulações feitas de PVC rígido, contribuindo para a sua padronização.
  • NBR 7530 – Tubo Cerâmico para Canalizações – Verificação de Dimensões: Aqui, a norma aborda a verificação dimensional de tubulações cerâmicas utilizadas em sistemas de canalização.

Essas normas desempenham um papel essencial na regulamentação e garantia da qualidade das tubulações fabricadas com metais não-ferrosos e materiais não metálicos, promovendo a confiabilidade e a segurança nas respectivas aplicações.

Quer iniciar a pintura da sua tubulação industrial? Então, é essencial contar com máquinas de pintura industrial de alta qualidade. Venha conhecer os equipamentos para pintura industrial da Tornado!

Conclusão 

Apesar de não vermos as instalações das tubulações industriais, elas ainda estão lá. Muitas vezes debaixo do seu nariz.

Elas são fundamentais para diversos processos industriais de diversos setores, desde o alimentício até o farmacêutico. 

Para algumas pessoas podem ser somente tubos, tubulações e encanamentos, mas existem regras oficiais criadas para o bom funcionamento desse sistema. 

Por isso, é essencial conhecer quais são as normas e as regras que regem as tubulações industriais para evitar acidentes e um bom funcionamento. 

Quer saber mais sobre pintura industrial? Então, acompanhe o blog da Tornado

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress