Pintura Interna de Tubulação: Pintura de Diversos Modelos

Canos e tubos são utilizados nos mais diversos segmentos da indústria. Mas você sabe qual a importância da pintura interna de tubulação?

O procedimento de pintura interna e externa em tubulações e canos, como os da Petrobras, é fundamental durante o processo de fabricação destes dutos.

A partir da pintura, é possível protegê-los adequadamente contra processos químicos que provocam a corrosão e o comprometimento estrutural.

Quer entender como funciona e quais os equipamentos ideais para os diferentes tipos de tubulação industrial? Continue no artigo!

Pintura interna de tubulação: Como funciona?

De acordo com a N-2843, o revestimento interno de tubos tem como principais funções a proteção anticorrosiva e redução de atrito.

Executada a partir da aplicação de revestimento à base de tinta líquida, a pintura interna de tubulações também minimiza o risco de contaminação do fluido a ser transportado.

De modo geral, o procedimento é voltado para canos de aço destinados a instalações terrestres e marítimas.

São considerados pelos requisitos técnicos impostos pela Norma Técnica 2843 da Petrobras os dutos com diâmetro nominal igual ou superior a 4 polegadas.

Além disso, a norma também se aplica aos tubos com operação em temperaturas entre -15ºC e 150ºC.

No que se refere ao recebimento, manuseio, armazenamento e transporte de tubos, a N-2843 determina as seguintes condições:

  • É necessária a inspeção do estado dos biseis e verificação de possíveis ovalizações, dupla laminação e amassamentos;
  • O armazenamento deve ser feito de modo a evitar qualquer tipo de dano ou contaminação;
  • Após um ano de estocagem dos tubos, é necessário avaliar as características originais dos tubos;
  • Para evitar ovalizações, canos com relação diâmetro/espessura superior a 120 devem conter cruzetas inseridas em suas extremidades;
  • As extremidades também devem estar constantemente protegidas para evitar contato com cobre e danos aos biseis;
  • O transporte e manuseio dos tubos devem levar em conta a proteção dos biseis e do revestimento interno dos tubos.

Método de aplicação do revestimento interno

De acordo com a N-2843, a pintura interna de tubulação deve incluir o preparo e limpeza da superfície.

Antes disso, é importante que seja realizada uma inspeção das condições do tubo e comparação com os padrões visuais da ISO 8501-1.

Para evitar erros durante a análise, a instalação fabril deve apresentar um nível de iluminação satisfatório.

Se identificados defeitos de laminação ou escórias de soldagem, é preciso que eles sejam eliminados antes que o processo de pintura se inicie.

Outro ponto obrigatório é a limpeza da superfície interna dos tubos com o solvente recomendado pelo fabricante da tinta a ser utilizada.

Ao final do processo, os dutos devem estar livres de graxa, gordura, óleo, rebarbas ou camadas de óxido solto.

Vale ressaltar que a contaminação por sais solúveis deve ser analisada de acordo com a NACE No. 5/SSPC-SP 12, com valor máximo de contaminante sendo de 2 !g/cm².

Jateamento de tinta

O jateamento de tinta deve ser executado através de um equipamento pressurizado, turbinado ou pressurizado, como os Airless.

No entanto, os trabalhos não devem ser executados se a temperatura da superfície estiver 3ºC abaixo do ponto de orvalho.

A restrição também inclui casos em que a umidade relativa do ar esteja maior do que 85%.

Com o cumprimento das condições, chega a hora de aplicar a demão única de tinta, que deve resultar em uma película seca com espessura mínima de 130 Jm.

A norma técnica da Petrobras ainda define três tipos de tinta epóxi “Novolac” (Petrobras N-2912), direcionadas para diferentes finalidades.

Dessa forma, garantindo uma pintura interna de tubulação com resultado adequado e seguro.

Pintura interna de tubulação: Por que é importante?

Como visto acima, a pintura interna de tubulação é um processo essencial para proteger a estrutura física de dutos contra diversos riscos, como o atrito e a corrosão.

Outra vantagem bastante relevante é a preservação dos fluidos a serem transportados.

Com o revestimento adequado, é possível evitar, por exemplo, a contaminação com hidróxido de ferro, resultado do processo corrosivo de estruturas metálicas.

Pintura interna de tubulação: diversos modelos

As tubulações estão presentes em setores como os de construção civil, mineração, usinas de açúcar e redes de saneamento.

Na prática, elas são fundamentais para a condução de substâncias de modo seguro e, consequentemente, funcionamento adequado das indústrias.

Com tantas formas de se utilizar um duto, é de se esperar que eles sejam encontrados em diferentes modelos, com diâmetros e espessuras distintos.

Por esse motivo, o processo de pintura interna pode exigir o uso de diferentes tipos de equipamentos, como indicamos abaixo:

Pintura Tubo 500:

Feito para canos de diâmetro de 500mm ou superior, pode ser adaptado para pintar tubos a partir de 350mm , e de até 2 metros de diâmetro. Em caso de necessidade, pode ser fornecido com motor para se deslocar sozinho dentro do cano, câmera para filmar o serviço e muitos outros acessórios. Vem acompanhado de uma bomba Airless Tornado Heaven 100.210.

Pintura Tubo 250:

Ideal para pintura interna de tubulações de 250 a 500mm, ou para tintas Epoxi norma Petrobrás Tipo1; Tipo2 e Tipo3, com escamas de vidro. Pode ser adaptado para tubos de menor diâmetro no caso do produto não passar no Pintura Tubo50. Também pode ser adaptado para pintar canos com pequenas curvas, e vem acompanhado de uma bomba Airless Tornado, um painel de controle pneumático e todos os acessórios necessários para o seu perfeito funcionamento. Fuciona com vários tipos de revestimento que não passam no bico da pistola Airless, no entanto é o mais lento de todos os três sistemas de pintura interna de tubulação.

 

Pintura Tubo 50 ideal para canos de 50 a 300mm

Ideal para Drill Pipes  (canos de perfuração de petróleo ), tinta epóxi alta espessura, também pode se utilizado com outros tipos de tinta menos viscosas. O equipamento vem completo, acompanhado de uma bomba Airless Tornado, e é dimensionado de acordo com a necessidade do cliente. Pode ser automatizado, adaptado em braços mecânicos, e também adaptado para pintar tubulações curvas.

 

Compartilhe nosso conteúdo!